Família Axor ganha novos itens

BlueTec_18A Mercedes-Benz introduziu suspensão pneumática na cabina dos modelos rodoviários 4×2 e 6×2 com motor OM 457, versões leito teto baixo ou teto alto dos modelos Axor e deixou o  caminhão extrapesado mais completo do País ainda melhor.

A suspensão pneumática amplia o conforto e o bem-estar de quem está a bordo dos modelos Axor e proporciona muito mais satisfação ao motorista além de aumentar a produtividade no dia a dia. A suspensão é item de série para os cavalos-mecânicos Axor 2036 e 2041, ambos 4×2, e para os modelos Axor 2536, 2541 e 2544, com tração 6×2.

A introdução da suspensão pneumática na cabina do Axor rodoviário também atende à demanda das empresas de transporte de carga e logística.

A suspensão pneumática da cabina propicia também uma melhor absorção e amortecimento dos impactos causados pelas irregularidades das vias. Além disso, isola as vibrações e minimiza os movimentos irregulares  provocados pelos desníveis da estrada.

Por suas características de resistência, durabilidade e baixa manutenção, a linha Axor é especialmente indicada para os clientes que valorizam um veículo robusto, confiável e que ofereça um vantajoso custo operacional, sejam eles autônomos, transportadores de carga própria ou empresas transportadoras de cargas.

Para curtas, médias e longas distâncias rodoviárias, os caminhões Axor são oferecidos nas configurações 4×2, 6×2 e 6×4. Os clientes têm à escolha versões cavalo-mecânico e caminhão plataforma, para diversas aplicações, como operações logísticas, transporte de cargas fracionadas e paletizadas, produtos industrializados, eletrodomésticos, móveis, veículos, bebidas, hortifrutigranjeiros, cargas frigorificadas, cargas líquidas, cereais, alimentos e outros produtos.

Para as operações fora de estrada, a linha Axor inclui cavalo-mecânico, caminhão plataforma, além de basculante e betoneira, todos com tração 6×4. Estes veículos são indicados para a construção civil, agroindústria, usinas de açúcar e álcool, empresas de cultivo e extração de madeira e companhias mineradoras.

Para ler mais notícias, clique em  blog.juizdeforadiesel.com.br . Informações sobre a Juiz de Fora Diesel visite nosso site. Siga-nos no Twitter e Facebook .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *